sexta-feira, 24 de julho de 2009

Fragmentos...

As sensações esquisitas

"Quando Anne acordou, ela não se lembrava muito bem onde estava. Havia tido um sonho um tanto quanto perturbador e, por causa disso, vivia naquele momento um tipo de amnésia. Levantou-se e foi até a janela, não queria continuar nas sombras de seu sono. Ao abrir as cortinas, precisou de um bom pedaço de tempo para se acostumar com a claridade, que quase a cegou. Era uma manhã fria de janeiro, auge do inverno europeu. O orvalho ainda ainda embaçava as janelas das casas, que pareciam chorar. A Alemanha estava calma, tudo estava calmo, tudo estava assustadoramente calmo. Mergulhada em seus pensamentos, com os olhos cansados e sem a expressão habitual encarando o asfalto da rua ainda vazia, a menina começou a se dar conta de que mais um dia a esperava."





Primeiro parágrafo, do primeiro capítulo, do primeiro livro escrito por mim.

7 comentários:

  1. hahaha, gostei :)

    e to seguido
    me segue tbm, e add no msn

    lucas.alsil@hotmail.com

    beijos.

    ResponderExcluir
  2. bellissimo blog gostei muito das post.

    ResponderExcluir
  3. Põe uns lobisomens na história. Lobisomens sempre dão ibope.

    ResponderExcluir
  4. Pdc, ow! uhsuhaushuahusuahuh'
    boa ideia!

    ResponderExcluir
  5. Legal e muito parecido com a proposta do meu blog.Parabens!

    ResponderExcluir
  6. beleza,vou ler tudo.mas eu tambem vou comentar na postagem anterior por que eu tambem percebi a mesma coisa

    ResponderExcluir
  7. Muito legal!
    Maaas, é apenas UM parágrafo, precisamos ver o resto! rs

    Beijos.

    ResponderExcluir